sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

Descobrir Marvão e Castelo de Vide...


Nos dias 01 e 02 de Fevereiro descobrimos Castelo de Vide e Marvão, estas localizam-se na metade norte do Parque Natural da Serra de São Mamede, na sua zona mais acidentada mas onde já se vislumbra a transição para as características paisagens alentejanas. Este é um território com aspectos importantes da cultura e da história da região. Para além das pinturas rupestres e das antas, dos vestígios da época romana e das fortificações militares medievais, também encontramos neste território uma grande diversidade de paisagens naturais, representadas pela albufeira da barragem da Póvoa e Meadas, pela galeria formada pelo rio Sever, os carvalhais e os sobreirais, os soutos, a crista quartzítica da Serra de São Paulo. Dos pontos elevados da serra até ao fundo dos vales e à planície, este passeio fotográfico pretende realçar as características naturais mas também o património histórico que identifica este peculiar território do Alto Alentejo. Serei eu o líder/ Fotógrafo deste Passeio Fotográfico de Inverno, numa organização da Wildlife Portugal! + Info. e Inscrição Online

domingo, 29 de dezembro de 2019

Voltar onde Somos Felizes a Fotografar...


O desafio foi lançado pelo Jornal do Fundão, foi um acaso a escolha dos locais, mas a verdade é que acabei por fotografar em dois locais que gosto muito na Beira Baixa, na aldeia de Isna em Oleiros e em São Vicente da Beira em Castelo Branco. A ideia era criar um portfólio de cada uma destas aldeias, também foi nestas aldeias que decorreu a iniciativa "Dez Aldeias; Dez Escritores" e os textos dos escritores em residência acompanharam as imagens de cada aldeia na revista de Natal do Jornal do Fundão. 
A Isna, é uma aldeia que não me sai da retina, gosto da sua disposição ao longo do vale, a sua azáfama, a sua afectividade que se traduz em imensos convites para as adegas, e estes espaços relevam-se espaços de partilha, boa conversa e descoberta dos aromas e sabores locais. Também a sua ruralidade é ainda muito presente, facilmente encontramos rebanhos, pessoas nas hortas, carroças, produtos agrícolas, entre outros exemplos. A paisagem é diversificada, as culturas aparecem na zona mais baixa e nos socalcos, a floresta é na sua maior parte de pinheiros, mas encontram-se ainda alguns castanheiros, medronheiros e sobreiros. E não muito longe, visita obrigatória à Ribeira da Isna e à Azenha do Barbeiro. São Vicente da Beira é a minha freguesia natal, a relação afectiva é grande, a família, os amigos e os locais que conhecemos desde a infância que muito facilmente transformamos em imagens. Vou muitas vezes, gosto da casa de família lá pela relação umbilical, pois foi lá que nasci, e porque não tem rede de nenhuma operadora móvel ou fixa, o resultado é um autentico afastar do mundo tecnológico, e por isso um total descanso, um luxo dos dias de hoje e até costumo dizer, que só ali consigo ter férias! Mas felizmente temos um aparelho electrónico que funciona lá, a máquina fotográfica e por isso, sempre que vou, vou fazendo uma ou outra imagem, gosto de pensar que desta forma faço um registo documental, eternizando-o no espaço e no tempo. Passo sempre pela Senhora d´Orada, gosto deste espaço sagrado, a sua ribeira dá inúmeras oportunidades fotográficas ao longo do ano, gosto também da romagem que os locais e alguns forasteiros fazem para ir beber ou apanhar a água às bicas, que se diz por aí que são milagrosas! 
Desta vez não foi muito diferente das outras vezes que fui fotografar a estes dois locais, por isso estes são dois dos locais que gosto de voltar, porque sei que lá sou feliz a fotografar! ;=)

Laboratório de Projectos Fotográficos no MUTEX



Esta Masterclass de Fotografia é uma organização dos Museu dos Têxteis, do Municipio de Castelo Branco e d
esenvolve-se na freguesia dos Cebolais e Retaxo, aqui a temática dos têxteis/ lanifícios tem um peso bastante grande na comunidade e na sua arquitectura. Serão propostos temas aos alunos neste enquadramento temporal e temático. Esta destina-se a fotógrafos que já possuam conhecimentos mínimos de fotografia e que pretendam aprofundar aspectos criativos e de construção de projetos fotográficos. Cada participante terá de ter equipamento fotográfico e será esse equipamento que deverá utilizar. Vai decorrer entre os meses de Janeiro a Março, com uma duração de 50 Horas. Inscrições Gratuitas e Limitadas a 7 participantes! Data Limite para Inscrição: 30 de Dezembro de 2018. + Info. e Inscrições: geral.mutex@cm-castelobranco.pt

terça-feira, 24 de dezembro de 2019

FELIZ NATAL E UM ÓPTIMO 2020...


É o que desejo a todos quantos por aqui ou nas outras redes sociais, onde estou presente, seguem a minha actividade fotográfica...Este ano de 2019 foi extremamente positivo e com muita azáfama. Agora segue-se o ano de 2020, daqui a uns dias, já com muitas ideias, actividades na área da fotografia planeadas e projectos, a começar e outros em andamento. Vou continuar pela Beira Baixa, a fotografa-la de lés a lés...Resta-me desejar a todos, um Feliz Natal e um óptimo 2020, cheio de boas imagens!!!

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

A última etapa da Beira Baixa_Sob Perspectiva...



Na última etapa da Beira Baixa Sob Perspectiva acontece no Centro Cultural Raiano em Idanha-a-Nova.
Se as imagens de Pedro Martins e Valter Vinagre configuram, de certa forma, um olhar transversal sobre a materialidade do património, a sua dimensão imaterial tem, nas instalações sonoras de Filipe Faria, um eco do espírito dos lugares concertado entre a natureza e a presença humana. 
A epítome de todos estes momentos apresenta-se agora, em fim de ciclo, reunindo, num único lugar, todas as imagens capturadas por Valter Vinagre e Pedro Martins neste extenso território. Acompanhadas pelas paisagens sonoras definidas por Filipe Faria a partir de cada município, sintetizam o objectivo maior deste projecto: desenvolver um sentimento de pertença territorial, feito da partilha de valores e anseios comuns, e assim demonstrar, de uma forma efectiva, que a cultura é um instrumento essencial na afirmação da nossa capacidade de trabalhar em conjunto, no processo de adquirir maior escala e melhores competências territoriais.

A inauguração da exposição integra o programa da Noite Cheia do Fora do Lugar - Festival Internacional de Músicas Antigas. 20h:30, no Centro Cultural Raiano. Fotografia: Pedro Martins e Valter Vinagre e Instalação Sonora: Filipe Faria. Curadoria: Mariana Salgueiro e Conceito Original: Paulo Longo. Duração: 30 Nov. 2019 a 31 Jan. 2020.