quinta-feira, 2 de maio de 2019

Beira Baixa_sob perspectiva em Castelo Branco...


Beira Baixa_sob perspectiva é um projecto que une os seis concelhos que integram a Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB), à razão de uma intervenção expositiva em cada um destes territórios. Entre o olhar de Pedro Martins e Valter Vinagre, e o escutar de Filipe Faria, estabelece-se a premissa base de uma visão sobre o património partilhado dos seis concelhos – cujo complemento temático, definido a cada edição, explora o diálogo entre imagens, sons e objectos, e, em simultâneo, o extraordinário potencial contido nas colecções museológicas à guarda destes municípios. Significativamente, o quarto momento deste percurso decorre em Castelo Branco, no Museu Francisco Tavares Proença Júnior. Espaço de referência incontornável, concebido como eixo estruturante de uma política patrimonial regional no quadro nacional – o representante do distrito na rede portuguesa de museus, recorde-se, o MFTPJ e as colecções museológicas à sua guarda, continuam a congregar a memória longa da Beira Baixa. Nesta história partilhada dos territórios que compõem a CIMBB, a herança romana afigurou-se, também ela, um capítulo incontornável, dada a fortíssima expressão que este legado, regional, assume no plano nacional e internacional. O eco dessa unidade de outrora perpassa a materialidade remanescente: em cada fragmento que sobrevive nos nossos dias permanece, intacta, a intrínseca e transversal ‘romanidade’ de um extenso território e respectivas comunidades, cuja memória continuamos a valorizar. É sobre este princípio que assenta a proposta de reflexão trazida, neste momento, pelo projecto expositivo que é Beira Baixa sob Perspectiva. Afinal, é mais o que nos une, do que aquilo que nos separa.

Beira Baixa_sob perspectiva apresenta a sua nova exposição em Castelo Branco, é inaugurada dia 04 de Maio às 18h00 no Museu Francisco Tavares Proença Júnior. E pode ser visitada até 30 de Junho de Terça a Domingo!