terça-feira, 20 de outubro de 2015

Fim de Semana de Chuva e Lente Nova...


Opilião em parede branca, fugindo da chuva
Cacto gigante em jardim, pormenor
Gato curioso, em tarde de chuva 
Pequeno fungo com efeito Bokeh
Fungo, com composição a preto e branco
Este fim de semana apetecia-me fotografar, depois de muitos dias e noites a preparar a exposição e catálogo, nada melhor que fazer umas imagens para libertar a mente. Mas a chegada do outono é também um mote para sair de casa, as nuvens no céu, as cores da vegetação e as luzes difusas são motivos mais que válidos para quem gosta de fotografia de natureza. Mas a somar a tudo isto ainda um motivo extra, uma lente nova para experimentar, depois de alguns meses de conversação e reuniões, sou finalmente convidado a integrar a lista de embaixadores da Tamron, na fotografia de natureza em Portugal. E a primeira lente chegou no dia antes, tinha de ser uma lente macro, a 90mm f/2.8 SP USD, pequena, robusta e com bons acabamentos exteriores. Estava lançado o desafio para o fim de semana..ou não! A verdade é com o fim de semana vinha também a previsão de chuva, que se veio a revelar certeira, mas isso não podia deixar de ser motivador e criativo para quem tem uma objectiva nova para experimentar. Comecei por procurar motivos macro em zonas secas, perto de habitações e mesmo dentro, e a verdade é que mesmo os animais também se escondem da chuva e isso ajudou muito nos registos fotográficos. As aranhas, que são mais caseiras do que gostamos na realidade, menos eu, que adoro estes bichos. Na imagem um opilião em fundo branco de uma parede que permaneceu imóvel para o registo. Também um cacto gigante de jardim revelou-se um bom motivo para testar a qualidade óptica da nova lente. A verdade é que as lentes macro, são também excelentes para retrato, esta medida de 90mm, é uma distância focal próxima das lentes de retrato mais standard e permite trabalhar a alguma distancia do objecto. Neste caso, um gato curioso que atrás do vidro procurava saber o que eu estava a fazer do outro lado em boa conversa com o dono da casa e ambos protegidos da chuva e do frio com boa lareira. Mas para o teste da lente faltava o campo, nestes dias cheio de humidade e portanto com fungos, e estávamos na altura do ano ideal para eles. No domingo entre algumas abertas de sol, procurei no Monumento Natural das Portas de Rodão alguns fungos, ainda longe da variedade que costuma ter, mas esta espécie, apesar do tamanho muito reduzido, eram em grande numero, e era o motivo ideal para experimentar o flare e nitidez da objectiva, procurei usar o efeito Bokeh e passar algum do ambiente mágico em que os fungos estão inseridos. A verdade é que quando faço Macrofotografia, chego sempre a casa muito sujo e molhado, nada que um banho quente não resolva, vantagens de fotografar no Outono...